Renovação de frota motiva venda de caminhões usados

18/06/2015

Renovação de frota motiva venda de caminhões usados

A companhia transportadora Kátia Locatelli, que trabalha com deslocamento de combustíveis e presta serviços à Petrobras Distribuidora, está em processo de renovação de sua frota de caminhões. Devido à proposta, pelos menos 20 veículos de grande porte usados estão à venda no pátio da empresa, situado na saída para São Paulo, próximo ao quilômetro 463 da BR-163. De acordo com Heitor Cardoso, responsável por intermediar as vendas dos caminhões usados, os modelos são dos anos 2007, 2008 e 2009, e os valores oscilam entre R$ 150 mil e R$ 180 mil. “Nossa frota conta com aproximadamente 100 caminhões e nós estamos apenas renovando. Os veículos novos já foram comprados e estão nas estradas, em operação regular”, detalha. Ainda conforme o responsável pela comercialização das unidades, a aquisi- ção de novos modelos se deve à política da Distribuidora Petrobras, que não trabalha com caminhões que possuam mais de cinco anos de uso. A medida adotada pela ramificação da estatal visa estimular a adequação das empresas de transporte às iniciativas de gestão ambiental, além de buscar a diminuição no índice de acidentes em rodovias que envolvem o translado da produção de insumos petroquímicos das refinarias. Segundo a Associação Brasileira de Engenharia de Produção (Abepro), o transporte de produtos provenientes das refinarias de petróleo é feito, principalmente, pelo modal rodoviário e, diante deste cenário, os acidentes e desastres ambientais em rodovias estão no topo das estatísticas. Estudos da entidade expõem ainda que São Paulo é o que apresenta o maior índice de sinistros ambientais.

Correio do Estado