Hospitalidade do brasileiro é destaque na avaliação dos turistas internacionais, revela estudo

18/11/2015

Hospitalidade do brasileiro é destaque na avaliação dos turistas internacionais, revela estudo

Boa recepção no país rendeu notas positivas de 97,2% dos estrangeiros que estiveram no país no ano passado. Gastronomia (94,4%) e meios de hospedagem (92,4%) também apareceram com destaque.

O Ministério do Turismo divulga nesta quarta-feira (18) o perfil do viajante estrangeiro que visitou o Brasil no ano passado, dando sequência a um estudo anual que teve início em 2008. O resultado da última análise revela tendências que tomavam corpo nos anos anteriores, como o crescimento da hospedagem alternativa (47,3%) e da internet (42,5%) na preferência do público, e destaca mudanças como a ascensão de São Paulo como destino de lazer (2º posição) e de Brasília como a cidade em que os estrangeiros mais gastam (US$ 139,91).

“O Brasil é o país número um do mundo em recursos naturais, mas também se destaca pela projeção em negócios e eventos. Ao sediar a Copa do Mundo e eventos como o Rock in Rio e os Jogos Olímpicos, nosso país tende a se destacar e se tornar um destino cada vez mais desejado pelos estrangeiros”, afirma o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. O país recebeu 6,4 milhões de estrangeiros no ano passado.

A pesquisa foi feita em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e ouviu 44.080 entrevistados, mais de 10 mil turistas apenas durante a Copa do Mundo, em 15 aeroportos brasileiros e 10 fronteiras terrestres, que representam mais de 90% do fluxo terrestre internacional.

O Ministério do Turismo divulga nesta quarta-feira (18) o perfil do viajante estrangeiro que visitou o Brasil no ano passado, dando sequência a um estudo anual que teve início em 2008. O resultado da última análise revela tendências que tomavam corpo nos anos anteriores, como o crescimento da hospedagem alternativa (47,3%) e da internet (42,5%) na preferência do público, e destaca mudanças como a ascensão de São Paulo como destino de lazer (2º posição) e de Brasília como a cidade em que os estrangeiros mais gastam (US$ 139,91).

“O Brasil é o país número um do mundo em recursos naturais, mas também se destaca pela projeção em negócios e eventos. Ao sediar a Copa do Mundo e eventos como o Rock in Rio e os Jogos Olímpicos, nosso país tende a se destacar e se tornar um destino cada vez mais desejado pelos estrangeiros”, afirma o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. O país recebeu 6,4 milhões de estrangeiros no ano passado.

A pesquisa foi feita em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e ouviu 44.080 entrevistados, mais de 10 mil turistas apenas durante a Copa do Mundo, em 15 aeroportos brasileiros e 10 fronteiras terrestres, que representam mais de 90% do fluxo terrestre internacional.

Os argentinos continuam sendo nossos principais visitantes – e representam 27,1% do total de estrangeiros que visitou o país no ano passado.

Ministério do Turismo