Vídeos Quem Somos Contato
Como um município cresce economicamente?
24 de fevereiro de 2016 20:14
Como um município cresce economicamente?

Antes de mais nada é preciso esclarecer que crescimento econômico se dá não somente pelo número de fábricas e empresas que estão instaladas em um país ou município, pois se assim fosse, países como o México por exemplo seriam tidos como países de primeiro mundo, pois possuem um grande número de empresas e fábricas instaladas em seu território, porém não é isso que acontece.

O verdadeiro crescimento econômico tem relação íntima e direta com a quantidade de “capital intelectual” existente em um país ou em um município. Entenda-se a expressão capital intelectual, como sendo segundo Edvinsson e Malone (1998), as diferentes formas de conhecimentos e virtudes que as pessoas adquirem ao longo de sua vida ou estudos.

                Daí o porquê de os governos federais e estaduais estarem ao longo dos últimos anos investindo grandemente nos cursos gratuitos oferecidos a população, como o Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, que dá oportunidades aos jovens, adolescentes e adultos de estarem se capacitando para o mercado de trabalho. Além das diversas oportunidades também oferecidas nas áreas acadêmicas através das ampliações das vagas nas faculdades e universidades por meio de programas de financiamento estudantil como o Fies.

                Tais programas tem se mostrado extremamente importantes não somente para a melhoria da capacitação de nossos estudantes e trabalhadores em geral, no que tange a melhores oportunidades nos mercados de trabalho, local, regional e nacional, mas também no que diz respeito ao aumento do tal capital intelectual nacional, pois quanto maior o número de pessoas estudando e se capacitando, maiores os conhecimentos específicos  desses indivíduos nos diversos setores da economia nacional, contribuindo assim para que o país e consequentemente o município venha a crescer e se desenvolver.

                O “X” da questão está no fato de muitas pessoas ainda não terem se atentado para o episódio da importância dos estudos e da qualificação profissional para se obter uma vaga no concorrido mercado de trabalho atual. Mesmo com diversas oportunidades de qualificação oferecidas nas instituições de ensino local, tais como Senac, Senai e Sest Senat entre outras, muitas vezes as turmas de estudo não são preenchidas, inviabilizando o curso de se realizar.

 Ou seja, as pessoas não aproveitam as oportunidades de estudo e qualificação oferecidas, e acabam por ficar sem chance de concorrer as melhores vagas de trabalho oferecidas pelas grandes empresas. É importante também salientar que alguns cursos oferecidos são gratuitos a população em geral, e são cursos que estão alinhados com as necessidades locais e regionais de trabalho, pois não adiantaria que as vagas oferecidas fossem nas áreas que não se enquadram nas necessidades das empresas locais e regionais.

                Apenas uma parte da população de Três Lagoas está atenta a necessidade da qualificação profissional para se obter as melhores chances no mercado de trabalho, e não somente buscar vagas de chão de fábrica, mas sim nos setores administrativos, financeiros e de decisão estrutural, os quais tem grande relevância nas decisões das empresas e pagam os melhores e maiores salários.

                Não basta somente reclamar da situação difícil que nosso país atravessa economicamente, colocando a culpa em nossos governantes, que nós mesmos escolhemos por voto direto. Todos precisam fazer a sua parte, seja se qualificando para suprir a demanda por trabalhadores nos setores de decisão, seja também fiscalizando para que as leis sejam cumpridas.

 

     “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios,

nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na

roda dos escarnecedores”.

Salmos 1

 


Jeferson Alexandre de Souza






Mais Lidas
  1. Edificações nos rios de Três Lagoas (MS) é tema de reunião solicitada pela SEDECT à empresa CTG Brasil
  2. Governo de Mato Grosso do Sul inicia pagamento de auxílio aos profissionais de turismo nesta quarta-feira (15)
  3. Veículos com placa final 9 devem ser licenciados até o dia 30
  4. Base e oposição ao governo querem mudanças no novo Bolsa Família
  5. Brasil investe US$ 1 bilhão em importação de placas solares por ano, diz estudo

Ver