19 de Dezembro de 2018

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Acontecimentos Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





12/02/2018

Azambuja finaliza contatos para definir pré-candidatura à reeleição

Governador pretende anunciar sua decisão de disputar a eleição depois do Carnaval

No feriado de Carnaval, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve concluir os ajustes de seu plano político para anunciar oficialmente sua pré-candidatura à reeleição. Ele prometeu tomar decisão após o fim da folia de Momo. A dúvida era se renunciaria ao mandato no início de abril para concorrer ao Senado, se ficaria até o fim para tentar a reeleição, ou se não participaria da campanha eleitoral como candidato. Azambuja vem intensificando contatos com lideranças de vários partidos, inclusive com as dos rivais. Um dos encontros para analisar o cenário político e eleitoral do Estado foi com o ex-governador André Puccinelli (MDB). Mas nada conclusivo sobre aliança para a corrida eleitoral. O governador tem falado também com outro adversário político, o deputado federal e ex-governador José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, sem discutir aliança, até porque há determinação nacional para os dois partidos não se unirem em disputa eleitoral. A conversa foi sobre análise do cenário. E, com esses contatos e os efeitos das medidas para reequilibrar as contas públicas, Azambuja já teria decisão tomada na cabeça. Nas conversas reservadas com amigos e políticos mais próximos, ele manifestou interesse de concorrer à reeleição. O sinal dessa decisão está nas declarações do presidente regional do PSDB, deputado estadual Beto Pereira, que anunciou, na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa, na semana passada, o foco do partido na reeleição. Ou seja, não há outra opção aos tucanos. Azambuja é o nome carimbado pelo PSDB para enfrentar o ex-governador André Puccinelli e o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT), que serão os seus principais adversários na campanha eleitoral. Beto não anteciparia Azambuja se não houvesse nada combinado. O dirigente do PSDB disse que o governador está mais centrado na administração, enquanto o partido está focado na reeleição. Este será o caminho do governador até declarar oficialmente sua pré-candidatura. O presidente do PSDB já deixou claro não haver outro nome dentro do partido para a sucessão estadual. A única opção é Azambuja. Mesma posição tem os auxiliares mais próximos do governador. Azambuja seria candidato à reeleição e Eduardo Riedel, secretário estadual de Governo, disputaria uma vaga de senador. Mas, antes, a cúpula do partido terá de buscar o consenso para retirar a pré- candidatura do secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, que já está em plena pré-campanha para o Senado.  Azambuja não gostaria de se envolver diretamente na disputa interna dos dois amigos e principais auxiliares no governo. Mas está ciente, também, que chegará o momento de colocar os dois para conversarem e fecharem acordo. A ideia do governador é abrir espaço da segunda vaga de senador a partido aliado. O cargo de vice-governador poderia ficar com Miglioli. Esta seria a opção para fechar o consenso no PSDB.

Correio do Estado

 

Versão Impressa



Mais Lidas

    
  1. Renovação de frota motiva venda de caminhões usados
  2. BANDA KORRERIA 77 É ATRAÇÃO NO ENCERRAMENTO DO MOTO SHOW 2014
  3. ASFALTOS ESTADUAIS NO BOLSÃO CONCLUÍDOS
  4. Centro Cultural recebe obras do Marco para a exposição “Brasil Central”
  5. Fundação de Cultura realiza Oficina de Cerâmica de Bichos do Pantanal em Alcinópolis