Feirão da Emha oferece imóveis por até R$ 122 mil

19/07/2018

Feirão da Emha oferece imóveis por até R$ 122 mil

Os 100 cadastros na Agência Municipal de Habitação (Emha) contemplados com subsídios municipal de R$ 600 mil (R$ 6 mil para cada um) poderão escolher entre 2.441imóveis privados, entre moradias e lotes, disponíveis em Campo Grande durante o 1º Feirão Habita Campo Grande. Cada terreno ou casa terá valor máximo de R$ 122 mil.

O recurso é proveniente do projeto “Sonho de Morar”, em que a prefeitura irá distribuir 100 cotas de R$ 6 mil para famílias com renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 2,6 mil como entrada para aquisição de imóvel próprio.

A iniciativa deve ajudar a aquecer o mercado imobiliário, já que seis empresas foram habilitadas para oferecer os imóveis. O chamamento público ocorreu entre os dias 4 e 6 de junho. A maioria dos apartamentos e casas selecionados estão localizados na periferia da Capital.

Foram selecionadas seis empresas, que oferecem 384 unidades no Bairro Rita Vieira, 637 no Bairro Centenário, 152 na Vila Nasser, 603 nas Moreninhas, 416 no Parati, 73 no Tarumã e 176 unidades no Bairro Monte Castelo. Alguns empreendimentos ainda estão sendo construídos e serão vendidos na planta. O prazo  para entrega do imóvel é até o ano de 2020 e o valor máximo é de R$ 122 mil.

Serão contempladas famílias que somam renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 2,6 mil (grupo da faixa 1,5 do programa Minha Casa, Minha Vida) têm cadastro atualizado na Emha e foram sorteadas durante a realização do primeiro “Feirão Habita Campo Grande”.

No início do mês, quando o projeto de subsídio para moradias sociais ainda carecia de aprovação da Câmara Municipal, o diretor-presidente, Enéas José de Carvalho, explicou que o projeto seria destinado a famílias com orçamento entre R$ 1.800 e R$ 2.600, faixa que enfrenta dificuldade para participar de programas habitacionais.

“Este valor de R$ 6 mil poderá ser juntado a subsídios concedidos pelo governo estadual e também federal. Com isto, a pessoa sorteada pode não ter de desembolsar quase nada na entrada”. Portanto, além do condicionante social, o contemplado será submetido a análise de crédito.

LOTES

No mesmo evento onde serão sorteados os subsídios, haverá o sorteio de 54 terrenos, localizados no Bairro Bosque das Araras (região urbana do Imbirussu). A Emha pretende arrecadar R$ 2.160.000 com o sorteio de lotes entre os cadastrados na fila para aquisição de moradias sociais.

As inscrições para os interessados em participar do sorteio público começaram no dia 2 de julho, por meio do site da instituição (acesse em
https://goo.gl/cSjAxd) e, até o momento, cerca de 1,5 mil pessoas formalizaram a participação.

O “1º Feirão Habita CG” está marcado para ocorrer entre os dias 23 e 25 de agosto, no Shopping Norte Sul Plaza.

CASA

A prefeitura tenta viabilizar a construção de mais de 588 casas populares por meio do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), com investimento de R$ 54 milhões, que devem garantir mais 588 moradias em Campo Grande.

Os projetos têm previsão de construir 300 casas com investimento de R$ 28 milhões, no Jardim Canguru. Outras 288 moradias devem ser construídas – com R$ 26 milhões em recursos – no Jardim Nashville.

Além do Jardim Canguru e do Nashiville, as construções estão distribuídas no Aero Rancho, Tarumã, Sírio-Libanês, Paulo Coelho Machado e Jardim Mato Grosso. Atualmente, 42 mil pessoas estão cadastradas na Emha, pleiteando uma moradia popular.

Correio do Estado