CBF coloca profissionais da sub-20 na comissão de Tite

09/08/2018

CBF coloca profissionais da sub-20 na comissão de Tite

Pelo menos três pessoas estarão nos amistosos de setembro contra EUA e El Salvador
A seleção brasileira terá, pelo menos, três profissionais da sub-20 em sua comissão técnica nessa primeira viagem do novo ciclo, para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, em setembro. A ideia do coordenador Edu Gaspar é promover uma integração maior e também dar mais experiência à comissão da base, que terá um desafio importante no início do ano que vem. O Sul-Americano sub-20 será disputado no Chile, entre janeiro e fevereiro, e dará vagas para as disputas do Mundial da categoria, também em 2019, e da Olimpíada de Tóquio, em 2020. Um fisioterapeuta, um fisiologista e um massagista estarão com a equipe de Tite na data Fifa de setembro. O fisioterapeuta vai se juntar a Ricardo Sasaki, único dos quatro que foram à Copa do Mundo mantidos nessa viagem. A CBF afirma que os outros três, Bruno Mazziotti, Caio Mello e Rafael Martini, poderão voltar em compromissos futuros. SEM CORTES Segundo a entidade, nenhum profissional da comissão técnica que esteve na Rússia deixou de fazer parte dos planos para o novo ciclo. A seleção ainda fará outros quatro amistosos nesse ano: dois em outubro e dois em novembro, sem rivais e datas definidos. A ideia da Confederação de Futebol é levar a essas partidas outros profissionais da sub-20, desde que isso não prejudique o andamento da seleção dos garotos, que também deverá aproveitar as datas Fifa para fazer amistosos de preparação para o Sul-Americano. Os treinadores de todas as categorias trabalham juntos na sede da entidade, no Rio de Janeiro. A troca de informações é frequente, mas faz parte dessa nova etapa aproximá-los ainda mais. É vista com bons olhos a ideia de levar técnicos a amistosos futuros, para acompanharem de perto o trabalho de Tite e companhia. O núcleo da comissão técnica não deve ser alterado. O auxiliar-técnico Cleber Xavier, o preparador físico Fábio Mahseredjian e os membros do Centro de Pequisa e Análise, Fernando Lázaro, Matheus Bachi e Thomaz Araújo, são funcionários fixos da CBF, que deverá voltar a convocar o outro auxiliar Sylvinho e o preparador de goleiros Taffarel, assim como o médico Rodrigo Lasmar.  

Correio do Estado