ONU reafirma pedido para Lula disputar as eleições

11/09/2018

ONU reafirma pedido para Lula disputar as eleições

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que o comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) apresentou, ontem, um novo comunicado em que pede que o petista possa disputar a corrida ao Planalto. Os advogados já informaram o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a nova manifestação do comitê. Em petição enviada ao ministro Edson Fachin na tarde desta segunda, a defesa de Lula reforça um pedido apresentado na sexta (7), após o ministro ter indeferido um recurso que pedia o afastamento de qualquer impedimento à candidatura. Usando como base a manifestação do comitê da ONU, os advogados pedem que Fachin reconsidere sua decisão ou que, não a reconsiderando, o recurso seja julgado na próxima sessão da 2ª Turma do STF, que acontece hoje, tendo em vista a proximidade do prazo final dado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que Lula seja substituído. O limite é justamente nesta terça. No STF, tramita ainda um recurso que pede que a coligação formada por PT, PCdoB e Pros possa trocar a cabeça de chapa até o dia 17, limite fixado pelo calendário eleitoral. Além disso, o próprio processo de registro da candidatura de Lula tramita na Corte após ter sido remetido pela ministra Rosa Weber, presidente do TSE. Ambos estão sob relatoria do decano Celso de Mello. A defesa enviou, também na tarde de ontem, uma petição ao ministro informando sobre a nova manifestação do comitê, pedindo para que o recurso ou o processo que trata do registro sejam submetidos à apreciação colegiada – isto é, a julgamento por uma das turmas do Supremo – “na sessão mais breve possível”. Os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins souberam do comunicado depois de passarem a manhã na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) com o expresidente.

Correio do Estado