22 de Fevereiro de 2019

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Acontecimentos Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





14/09/2018

Deputados avaliam reflexos da operação

Deputados estaduais comentaram sobre o reflexo da Operação Vostok, deflagrada pela Polícia Federal, nas eleições de 2018, principalmente no que diz respeito à tentativa de reeleição do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). O líder do Executivo estadual foi um dos alvos dos 14 mandados de prisão e 220 mandados de busca e apreensão deflagrados pela PF. De acordo com parte do texto do pedido de prisão temporária, Azambuja só não foi preso por causa dos “prejuízos socais e econômicos” que o Estado poderia sofrer. Mesmo sem prisão decretada, a maioria dos parlamentares acredita que o impacto é negativo para a camparlamentar. Zé Teixeira foi preso em operação da Polícia Federal VICTOR CHILENO/ALMS Eu tenho compromisso com o Reinaldo e faço compromisso para cumprir. Eu falei que iria para o PSDB, mas pediram para não ir e conversar” Zé Teixeira, sobre mudar do DEM para o PSDB panha de Azambuja, além de “sujar mais ainda” a imagem dos políticos. “Sofremos com a descriminalização da política, com essas ações, a imagem do político fica pior ainda”, disse o deputado estadual e candidato à reeleição Maurício Picarelli (PSDB). O deputado Paulo Siufi (MDB) afirmou que já tem ouvido nas ruas as pessoas fazendo comentários sobre as prisões e os mandados de buscas que ocorreram na manhã de quarta-feira, em Campo Grande. “Com certeza, essa operação vai refletir no pleito de outubro. Mas tudo isso é uma tristeza, acaba caindo sobre todos nós”, completou o parlamentar. Apesar de reconhecerem que os reflexos serão negativos, os parlamentares disseram que apenas por meio das pesquisas de intenção de votos é que o Estado terá uma confirmação do real impacto da operação. “Que tem reflexo, tem! Mas não sabemos mensurar a proporção, o Mochi [presidente da Assembleia Legislativa e candidato ao governo do Estado] pode se beneficiar, sim, mas temos que analisar pra onde vai migrar esse pessoal”, declarou o deputado Márcio Fernandes (SD), supondo que os eleitores de Azambuja não vão mais votar nele em razão do seu envolvimento na operação.  O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa, deputado José Carlos Barbosa (DEM), Barbosinha, não soube formar opinião em relação aos reflexos das prisões e dos mandados de busca e apreensão de políticos, empresários e pecuaristas. “Não sei dimensionar ainda, vamos observar os próximos passos”, declarou. O impacto já pôde ser visto na sessão desta quintafeira do Legislativo, em que a maioria dos deputados da base do governador não compareceu, a sessão durou menos de uma hora e os parlamentares não apreciaram nenhum projeto de lei, pois não teve ordem do dia.

Correio do Estado

 

Versão Impressa



Mais Lidas

    
  1. Renovação de frota motiva venda de caminhões usados
  2. BANDA KORRERIA 77 É ATRAÇÃO NO ENCERRAMENTO DO MOTO SHOW 2014
  3. ASFALTOS ESTADUAIS NO BOLSÃO CONCLUÍDOS
  4. Centro Cultural recebe obras do Marco para a exposição “Brasil Central”
  5. Fundação de Cultura realiza Oficina de Cerâmica de Bichos do Pantanal em Alcinópolis