Eleição em MS será definida no 2º turno entre Azambuja e Odilon

08/10/2018

Eleição em MS será definida no 2º turno entre Azambuja e Odilon

Das principais cidades, governador vence na Capital, em Corumbá e Ponta Porã e perde em Três Lagoas e Dourados
A eleição em Mato Grosso do Sul será definida no segundo turno entre o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o juiz federal Odilon de Oliveira (PDT). Das principais cidades do Estado, Azambuja venceu em Campo Grande, com 44,30%, que representam 199.124 votos, contra 33,50% de Odilon, com 150.588. A vantagem do governador na Capital foi de 48.536 votos. Mas no maior colégio eleitoral do interior do Estado, em Dourados, a votação foi equilibrada. Odilon venceu com uma diferença de 2.923 votos. O juiz recebeu 44.092 (43,10%), e o governador, 41.169 (40,25%). Já no segundo maior colégio eleitoral do Estado, Três Lagoas, o juiz Odilon venceu com larga vantagem. Ele obteve 23.837 (52,42%) votos contra 13.485 (29,65%) de Azambuja. Nem o apoio do prefeito da cidade, Ângelo Guerreiro (PSDB), impediu a derrota do governador nesse importante reduto eleitoral. Em Corumbá, o governador venceu o juiz com 22.769 votos (48,56%), contra 14.161 (30,20%). A diferença foi de 8.608 votos. Dos grandes colégios eleitorais de Mato Grosso do Sul, o melhor desempenho de Azambuja foi em Ponta Porã, onde recebeu 51,63% (21.933) dos votos. Odilon ficou com 33,65% (14.296). A votação foi praticamente semelhante à de Corumbá. O voto dos eleitores dessas principais cidades definirá o futuro governador do Estado. Agora, será confronto direto entre os dois candidatos. A partir desta semana, tanto Azambuja quanto Odilon começarão a fazer negociação política com os demais partidos. O apoio será fundamental para ajudar na eleição do governador. Azambuja começou a campanha eleitoral com maior número de apoio de partidos políticos e Odilon com coligação bem menor.

Correio do Estado