Bolsonaro e Haddad continuam no jogo e disputam o 2º turno

08/10/2018

Bolsonaro e Haddad continuam no jogo e disputam o 2º turno

Candidatos do PSL e PT se enfrentam dia 28
O deputado fluminense Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) se enfrentarão no segundo turno da eleição para presidente, no dia 28. A onda de apoios que impulsionou Bolsonaro, 63 anos, na última semana antes do primeiro turno espraiou-se, mas não foi suficiente para finalizar o jogo ontem. Ele teve 46,07% dos votos válidos. Uma série de candidatos associados a seu nome, nos estados, teve desempenho superior ao que as pesquisas indicavam. Já Haddad, 55 anos, amealhou 29,22% dos votos válidos, conquistando endosso significativo na Região Nordeste, berço do homem que o colocou na corrida, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Será o sexto segundo turno em oito eleições presidenciais, desde a redemocratização de 1985. Se de 1994 a 2014 o que estava em jogo era avalizar ou rejeitar a gestão anterior, agora tanto Bolsonaro como Haddad são opositores ferrenhos da agônica e impopular Presidência de Michel Temer (MDB). O segundo turno, porém, vai se dar entre os dois candidatos de maior rejeição pelo eleitorado. O deputado conseguiu associar-se à figura da novidade na política, mesmo sendo congressista desde 1991, e ganhou para si o rótulo de combatente principal contra o PT. Promete “quebrar o sistema”, sem dizer exatamente como o fará, apoiando-se na rejeição da política tradicional – algo que vai além de Lula, mas o inclui. Já o ex-prefeito apresenta-se como um redentor de políticas de seu partido durante a era Lula, buscando esquivar-se do desastre econômico legado por Dilma Rousseff (PT), impedida e substituída por seu vice, Temer, em 2016. Os resultados dos candidatos você confere no quadro ao lado.  

Correio do Estado