18 de Dezembro de 2018

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Acontecimentos Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





05/12/2018

Secretários estaduais colocam os cargos à disposição de Azambuja

Há 26 dias do fim do governo, alguns dos demissionários poderão voltar ao cargo em 2019

Faltando 26 dias para o fim do primeiro governo de Reinaldo Azambuja (PSDB), os secretários do primeiro escalão entregaram carta ao chefe do Executivo, colocando-se à disposição para serem demitidos ou reconduzidos aos cargos, na próxima administração, que começa no dia 1º de janeiro de 2019. Azambuja foi reeleito para mais quatro anos de gestão e já anunciou mudanças pontuais nos secretariados, mas faz mistério sobre as trocas e ainda não divulgou os nomes que devem ser substituídos.

Na carta entregue ao chefe do Executivo estadual, dez secretários titulares assinaram o documento. Os secretários alegaram que “deixarão o governador à vontade para reconduzi-los ou não” ao cargo ou para outras áreas, agradecendo o tempo em que participaram da atual gestão.

 De acordo com o líder do governo na Assembleia Legislativa e deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), a carta foi redigida como uma forma de agradecimento pelo tempo de trabalho. “Eles enviaram carta declarando que estão à disposição tanto para serem demitidos ou para serem reconduzidos aos cargos”. Modesto declarou que todos os servidores das dez secretarias agradeceram pelo tempo que atuaram nas secretarias. A atitude teve o objetivo de mostrar que a equipe do governador não está dividida e que não existem “ranços” entre os servidores. Segundo informou o secretário de Administração, Carlos Alberto Assis, essa carta é de praxe.

“É algo tranquilo. Todos nós [os dez secretários] assinamos e deixamos o governador à vontade para tomar a decisão dele”. Assis disse também que Azambuja ainda não anunciou quais serão as mudanças pontuais. “Mas ele tem tempo ainda. Ele pode anunciar essas trocas até 1º de janeiro. Que eu saiba, ele não revelou nada, pelo menos, não para mim”.

REFORMA

Azambuja declarou, no início da semana, que um projeto de reforma administrativa para o próximo mandato será encaminhado à Assembleia Legislativa por esses dias. A equipe do governador reuniu-se duas vezes para concluir o projeto, mas também há mistério sobre o assunto da reforma. “Vamos encaminhar, ainda no tempo hábil, para que a Assembleia Legislativa possa apreciar e aprovar. Se eles entenderem essa estruturação administrativa que nós entendemos, melhor para desenvolver as atividades para os próximos quatro anos”, explicou Azambuja na ocasião.

A possível redução de secretarias estaduais – atualmente são dez, além da Controladoria-Geral do Estado e Procuradoria-Geral do Estado – não foi descartada pelo governador, bem como a mudança do secretariado. Porém, nenhum nome do primeiro escalão do Executivo teve confirmação de substituição ainda. O secretário de Governo, Eduardo Riedel, reuniu-se ontem com o presidente da Assembleia Legislativa e declarou que a reforma administrativa do governo estadual ainda não foi encaminhada, porque ajustes estão sendo feitos. A expectativa é de que a proposta seja apresentada na próxima semana.

Os deputados reuniramse com representantes do governo, na manhã de ontem, para debaterem sobre alguns projetos encaminhados pelo Executivo estadual. Azambuja pediu para as matérias serem apreciadas em regime de urgência para que possam entrar em vigor em 2019.

Correio do Estado

 

Versão Impressa



Mais Lidas

    
  1. Renovação de frota motiva venda de caminhões usados
  2. BANDA KORRERIA 77 É ATRAÇÃO NO ENCERRAMENTO DO MOTO SHOW 2014
  3. ASFALTOS ESTADUAIS NO BOLSÃO CONCLUÍDOS
  4. Centro Cultural recebe obras do Marco para a exposição “Brasil Central”
  5. Fundação de Cultura realiza Oficina de Cerâmica de Bichos do Pantanal em Alcinópolis