22 de Fevereiro de 2019

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Acontecimentos Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





03/01/2019

Secretários têm dez dias para apresentar pacote de demandas

Governador estabeleceu prazo para agendar prioridades a serem discutidas com ministros em Brasília

Dois dias após tomarem posse, os nove secretários do primeiro escalão de Mato Grosso do Sul já estão atarefados. Eles precisam montar um pacote de projetos e entregá-lo, em até dez dias, ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele tem agenda em Brasília e deve levar esse “pacotão” para apresentar aos ministérios.

 Na primeira reunião feita ontem, a portas fechadas, com o governador após a posse realizada no primeiro dia de janeiro, os secretários têm a missão de elencar questões que dizem respeito às suas pastas, com os ministérios. Azambuja explicou que o governo estadual vai demandar agenda com os ministros. “Vamos esperar a organização deles também, porque eles estão entrando agora e nós teremos uma rodada de reuniões”, afirmou.

O governador citou algumas das pautas que devem tratar na Capital Federal. “Nós temos a questão com o ministro da Infraestrutura, do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), que é colocar a Malha Oeste como prioridade de parceria estratégica. Nós temos reunião com a Tereza Cristina [ministra da Agricultura], sobre a área livre de aftosa sem vacinação. Queremos discutir isso com ela, que é um trabalho em conjunto”, disse o governador. Azambuja também deve se reunir com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

 “Foram liberados recursos para os hospitais, então vamos acelerar realmente essa complexidade de terminar esses polos regionais de saúde e essa parceria nos equipamentos com Ministério da Saúde. Então nós temos uma demanda enorme”, comentou. Há também reuniões agendadas com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com Mansueto Facundo de Almeida Júnior, secretário do Tesouro Nacional. “Com Mansueto, vamos buscar algum financiamento para as obras de infraestrutura, algumas rodovias, algumas áreas estratégicas para o Estado”.

O governador completou dizendo ter uma série de pautas delimitadas com os secretários estaduais. “Alguns projetos são estratégicos. Eles vão fazer uma lista desses projetos e nós vamos com eles em cada pasta específica do governo federal”. Durante a reunião com os secretários estaduais, Azambuja também pediu austeridade – com corte de gastos, por meio da redução de cargos de confiança e revisão de contratos – e estipulou como principal meta da administração a realização das propostas apresentadas durante a campanha à reeleição.

“A partir do dia de hoje [ontem], vamos cumprir aquilo que nós colocamos como meta para a população e que foi aprovado. Tratamos do cumprimento dos contratos de gestão, foco na gestão, folha de pessoal, compras governamentais, redução de contratos, para a gente ter um resultado financeiro e transformar isso em políticas públicas para melhorar a vida das pessoas”, afirmou o governador, que tratou ainda sobre a conclusão da regionalização da saúde, do fortalecimento das estruturas da segurança pública e do fomento da geração de empregos.

Correio do Estado

 

Versão Impressa



Mais Lidas

    
  1. Renovação de frota motiva venda de caminhões usados
  2. BANDA KORRERIA 77 É ATRAÇÃO NO ENCERRAMENTO DO MOTO SHOW 2014
  3. ASFALTOS ESTADUAIS NO BOLSÃO CONCLUÍDOS
  4. Centro Cultural recebe obras do Marco para a exposição “Brasil Central”
  5. Fundação de Cultura realiza Oficina de Cerâmica de Bichos do Pantanal em Alcinópolis