24 de Março de 2019

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Acontecimentos Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





01/08/2019

Comunidade Surda de Três Lagoas é ouvida e prefeito Angelo Guerreiro inaugura Central de Intérpretes

A comunidade surda de Três Lagoas, ao lado do prefeito Angelo Guerreiro e autoridades, inauguraram na manhã desta quinta-feira (01) a Central de Intérpretes para Surdos. Considerada pelo Guerreiro como uma das maiores obras do ano de 2019, existem somente quatro Centros instalados no Estado.

Representando a comunidade surda, Matheus Igor de Souza Passos, 23 anos, acompanhado da intérprete, Sheila Matoso, se disse muito feliz com a conquista que é de todos. “Nós surdos queremos mostrar para a sociedade que somos capazes, pois nem sempre ela nos enxerga. Já passei por vários momentos difíceis de não conseguir me comunicar e me fazer entender e graças ao bom coração do prefeito agora temos um local profissional para nos ajudar, disse.

MARCO HISTÓRICO

Para os propositores do projeto de lei, os vereadores Sirlene e Tonhão, a inauguração marca um feito histórico na Cidade. “Parabéns Guerreiro pela sensibilidade. O que aconteceu aqui hoje firma o resgate da comunidade surda da Cidade”, disse Tonhão. “Sei que existem dificuldades, prefeito, mas ver o senhor sempre de pé e lutando pelo povo três-lagoense me deixa muito feliz, pois agora a comunidade surda poderá ser entendida e compreendida em todos os lugares”, ressaltou Sirlene.

Em seu discurso a secretária de Assistência Social, Vera Helena Arsioli, lembrou toda a luta e esforço do prefeito Angelo Guerreiro e da sua equipe em criar a Central mesmo não estando no PPA deste ano.

“Nosso prefeito não mediu esforços por entender que era importante para a comunidade três-lagoense. Outros governos entendem que uma Casa de Conselhos pode erguer ou levantar um governo e tem receio de implantá-lo, mas como sempre nosso prefeito foi corajoso e audacioso e em 2 anos e meio de governo fez o que muitas Cidades não fazem, pensando na população”, disse.

O doutor e professor da UFMS, Adriano Gianotto, agradeceu o empenho de todos, principalmente do prefeito que criou a Central em um tempo que infelizmente não é visto em outas Cidades do Brasil. “Agradecemos ao prefeito e as autoridades que tornaram esse sonho realidade. Em alguns lugares a comunidade surda precisa esperar 10, 15 anos para ter uma Central de Interpretes e graças ao olhar do prefeito estamos aqui hoje inaugurando essa casa que é fruto de toda a nossa luta diária, disse o diretor.

OLHOS VOLTADOS AO SER HUMANO

Angelo Guerreiro agradeceu a todos os presentes e se disse feliz com a concretização de um projeto tão grandioso como este. “Muitas pessoas cobram pavimentação, o que é ótimo, mas acredito que a grande obra de um governo é quando ele cuida do ser humano. Essa, sem dúvida, é uma das maiores obras do biênio 2018, 2019”, disse.

“Tudo é novo para nós e temos certeza que alguns ajustes terão que ser feitos no decorrer do caminho, mas tenho certeza que no próximo ano daremos grandes passos para que a comunidade seja sempre respeitada onde quer que estejam. Adriano, esse mérito é seu, parabéns”, finalizou o prefeito.

AUTORIDADES

Entre as autoridades presentes durante a solenidade estavam: os secretários Adriano Barreto, da Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA); Dailer Leonel, da Secretaria Municipal de Governo (SEGOV); Heliety Antiqueira, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC); Angelina Zuque, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS); Gilmar Tabone, da Secretaria Municipal de Administração (SEMAD); a diretora da SMAS, Lidiane Ferreira; a coordenadora da Central, Elizeth Quintino de Oliveira Rodrigues; a tradutora intérprete de Libras, Luciana Cardoso.

 

DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO

 

Versão Impressa

×

20 de Julho de 2019 - Ano XVII

Jornal Impresso



Mais Lidas

    
  1. PSICOLOGIA AEMS: MAIS UM RECONHECIMENTO DO MEC
  2. Longe dos problemas na Coluna
  3. ‘Não desistiremos do Brasil’, diz viúva
  4. Rodada define semifinalistas do Sul-Mato-Grossense sub-19
  5. Desmatamento na Amazônia já afeta o clima. Entrevista com Antonio Donato Nobre, INPE