Sexta-Feira, 07 de Maio de 2021

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Cultura Economia Internacional Entretenimento Esporte Saúde Ciência e Tecnologia Turismo
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





27/04/2021

Prefeitura de Três Lagoas - MS anuncia vacinação para idosos acima de 63 anos a partir do período da tarde de segunda-feira (26)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas recebeu mais 1.925 doses, enviadas pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e, com isso, anuncia a continuação da Campanha de Imunização contra a Covid-19.

Esta é a 14ª remessa de vacina e, a partir das 13h desta segunda-feira (26), será realizado o agendamento da vacinação da 1ª dose para pessoas idosas acima de 63 anos de idade. Além disso, será dada continuidade na aplicação da 2ª dose em todos os cidadãos (comuns ou profissionais da saúde) que já tomaram a 1ª dose há mais de 20 dias.

Assim como ocorreu com outras faixas etárias, os idosos acima de 63 anos devem procurar uma Unidade de Saúde de referência do seu bairro para fazer o agendamento ou pedir auxílio para algum familiar que vá ao postinho para realizar a atualização de cadastro e agendamento.

Idosos acamados, aqueles que não têm condições físicas de se locomoverem até uma unidade de saúde, devem solicitar que um familiar agende horário junto a Unidade de Saúde para que uma equipe volante da SMS vá até a sua residência fazer a aplicação da vacina.

1ª DOSE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Assim como nas duas remessas anteriores, o total de dose foi mais dedicado para a 2ª do que para a 1ª dose do imunizando e, desse modo, nessa etapa não foram enviadas doses para que a imunização com a dose 1 de profissionais de saúde seguisse com o mesmo grupo ou reduzindo a faixa etária.

No entanto, aqueles que receberam a 1ª dose há mais de 20 dias, seguem recebendo a 2ª unidade do imunizante, de acordo com agendamento prévio realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

FORÇAS ARMADAS – ATIVOS

Os servidores das Forças Armadas, que no caso de Três Lagoas são representadas pelo Exército, também seguem sendo vacinados com a 1ª dose do imunizante de acordo com lista prévia apresentada pela própria instituição militar. Sendo que a ação de continuação da campanha para esse grupo será realizada neste sábado (24), a partir das 8h, na sede do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas, localizado à Av. Filinto Müller, 3300 – Jardim Morumbi.

AVANÇO

É muito válido lembrar que a SMS de Três Lagoas, além de estar se empenhando em avançar na redução das faixas etárias contempladas pela campanha, também vem se preocupando em atender pessoas com comorbidades, já que é um dos grupos mais sensíveis a terem quadros graves da Covid-19.

O município já vacinou pacientes em tratamento de hemodiálise, oncológicos ativos com mais de 60 anos de idade, bem como transplantados, obesos mórbidos (+ de 60 anos), doenças imunossupressoras (+ de 60 anos), alunos ativos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e pessoas com mais de 18 anos de idade com Sindrome de Down.

A secretária de saúde, Elaine Furio, destaca o desafio que está sendo atender o maior número de pessoas. “Sempre recebemos um número limitado de doses e, entendemos que todos querem e precisam ser vacinados, mas sempre seguimos recomendações do Governo do Estado de MS e também do Plano Nacional de Imunização [PNI]”, finalizou.

SERVIÇOS

Dúvidas sobre vacinação envie mensagem de texto para o WhatsApp da Secretaria Municipal de Saúde (67) 99324-0361.

Prefeitura de Três Lagoas - MS

 

Versão Impressa



Mais Lidas

  1. Trabalhadores podem receber uma bolada esse mês com a correção do FGTS
  2. Índia registra novo recorde mundial com mais de 400 mil casos de Covid em 24 horas
  3. O ator e humorista Paulo Gustavo é mais uma vítima da covid-19 e morre aos 42 anos
  4. Justiça Federal proíbe governo Bolsonaro de promover cloroquina e ivermectina "kit covid"
  5. Ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta abre CPI da Covid-19 nesta terça expondo negacionismo de Bolsonaro e obsessão pela reeleição