Sexta-Feira, 07 de Maio de 2021

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Cultura Economia Internacional Entretenimento Esporte Saúde Ciência e Tecnologia Turismo
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





02/05/2021

Com alta tecnologia, escâneres corporais são instalados em presídios de Bataguassu e Jardim

Mais segurança e melhores condições de trabalho aos agentes penitenciários estão sendo garantidas com a instalação de escâneres corporais nos presídios de Bataguassu e Jardim. Atualmente, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) conta com 33 equipamentos de Body Scan, instalados em unidades penais de Mato Grosso do Sul.

Os aparelhos contam com a mesma tecnologia utilizada em presídios federais, possibilitando uma inspeção mais eficaz nas pessoas que adentram as unidades prisionais.

O equipamento possibilita maior segurança e inspeção mais eficaz.

O Estabelecimento Penal “Máximo Romero”, em Jardim, recebeu uma ampla reforma da portaria para receber o aparelho. De 18 passou para 82 metros quadrados, garantindo espaço físico adequado para, inclusive, receber o escâner de bagagem que também está previsto para ser instalado no local.

Conforme o diretor da unidade penal, Júlio César Góes da Silva, foram 50 dias de reforma realizada com mão de obra dos próprios internos. “A nova portaria vai aumentar ainda mais a segurança, dar agilidade nos procedimentos de revistas, além de possibilitar um ambiente mais adequado para o desenvolvimento dos trabalhos dos servidores”, destaca.

Os escâneres corporais foram adquiridos com recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), por meio da modalidade de repasse fundo a fundo. Os trabalhos são coordenados pelo Núcleo de Planejamento, Projetos e Convênios da Agepen.

Após a instalação, também é realizada instrução sobre as funcionalidades do Body Scan aos servidores penitenciários responsáveis pela operação.

No Estabelecimento Penal de Bataguassu, um novo espaço está sendo construído na portaria da unidade para receber o equipamento de escâner corporal.

Em Bataguassu, servidores receberam instrução para o manuseio do equipamento.

O diretor do presídio em substituição legal, Luiz Fernando da Silva Jesus, reforçou que o equipamento trará mais dignidade às pessoas submetidas ao procedimento de revista íntima, sem contar com o aumento da segurança na unidade penal e aos profissionais.

Além disso, estão em fase de aquisição, dois detectores de metal do tipo portal, dez scanners de bagagem e equipamentos para Sistema de Circuito Fechado de TV para seis unidades penais do estado.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, os equipamentos de inspeção garantem uma vistoria mais detalhada e humanizada de todos que adentram as unidades penais, além de aprimorar o trabalho dos servidores. “Recentemente, também instalamos no presídio de Cassilândia e a previsão é de instalar em unidades de Amambai, no regime semiaberto masculino de Três Lagoas e na Casa do Albergado de Campo Grande, totalizando 36 aparelhos de escâneres corporais”, informa o dirigente.

Governo de MS

 

Versão Impressa



Mais Lidas

  1. Trabalhadores podem receber uma bolada esse mês com a correção do FGTS
  2. Índia registra novo recorde mundial com mais de 400 mil casos de Covid em 24 horas
  3. O ator e humorista Paulo Gustavo é mais uma vítima da covid-19 e morre aos 42 anos
  4. Justiça Federal proíbe governo Bolsonaro de promover cloroquina e ivermectina "kit covid"
  5. Ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta abre CPI da Covid-19 nesta terça expondo negacionismo de Bolsonaro e obsessão pela reeleição