Vídeos Quem Somos Contato
INSS testa inteligência artificial para identificar fraudes
16 de janeiro de 2024 18:48
INSS testa inteligência artificial para identificar fraudes
Foto: Rawpick/Freepick

Sistema analisará atestados médicos e outros documentos

Ao longo dos próximos 30 dias, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terá um reforço na análise dos atestados médicos enviados pela internet juntamente com pedidos de benefício por incapacidade temporária, o antigo auxílio-doença.

Uma ferramenta de inteligência artificial (IA) – desenvolvida pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, a Dataprev – está sendo testada para identificar possíveis tentativas de fraude com o Atestmed, o sistema de análise documental que substitui a perícia médica.

A ferramenta cruza dados cadastrais de médicos com os que aparecem nos atestados visando identificar inconsistências nas informações como o número de registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), a especialidade, o local de trabalho e o IP do computador de envio do atestado, nome e assinatura do profissional.

Irregularidades

De acordo com nota divulgada pelo INSS, o desenvolvimento da ferramenta foi motivado pela identificação de irregularidades em documentos protocolados no Atesmed, por meio do aplicativo Meu INSS, disponível para benefícios de até 180 dias. Segundo a instituição informou, já há, inclusive, uma investigação em andamento pela Polícia Federal.

Em verificações manuais, com amostras dos processos, foram identificados, por exemplo, quatro padrões de letras diferentes no uso do mesmo carimbo que atesta a assinatura do médico. A ideia é que a nova ferramenta possa identificar essas inconsistências de forma mais sistemática e rápida.

O presidente do INSS, Alessandro Stefanutto, informou que os testes no sistema da IA começaram nesta segunda-feira (16) e que a efetividade da ferramenta poderá ser analisada em breve. “Acredito que em 20 ou 30 dias já poderemos apresentar bons resultados”, finalizou.


Kleber Sampaio | Agência Brasil






Mais Lidas
  1. PRF apreende 350,7 kg de maconha e 19,2 kg de skunk em Água Clara - MS
  2. Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
  3. Mortes no Rio Grande do Sul aumentam para 151
  4. Vestuário já é 70% dos donativos arrecadados pelos Correios; estatal pede que população priorize doação de outros itens
  5. Governo não vai competir com produtores gaúchos de arroz, diz Fávaro

Ver