Vídeos Quem Somos Contato
PRF desmonta entreposto de drogas, apreende 16 toneladas de maconha e prende seis pessoas em Dourados - MS
07 de maio de 2024 16:56
PRF desmonta entreposto de drogas, apreende 16 toneladas de maconha e prende seis pessoas em Dourados - MS
Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 16 toneladas de maconha, uma arma de fogo, 16 munições e prendeu seis pessoas, nesta terça-feira (07), em Dourados (MS).

A equipe de policiais rodoviários federais deu ordem de parada a um caminhão modelo Iveco Tector 240e25, no km 280 da BR-163, no início da madrugada. O veículo, ocupado por motorista e passageiro, apresentava sistema de iluminação alterado e transportava carga de melancias nas partes externas. Foi solicitado ao condutor que acomodasse a carga conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro, uma vez que a baixa luminosidade e o acondicionamento da carga de maneira errada poderia ocasionar risco de acidente.

Durante o transbordo da carga, os agentes notaram a presença de um compartimento oculto e forte odor de maconha. Questionado, o condutor confessou que realizava o transporte da droga.

Ao todo, os policiais rodoviários federais encontraram no caminhão 15.860 kg de maconha. O condutor disse que foi contratado no Rio de Janeiro para buscar a droga em Dourados, em um entreposto de drogas, e levar até São Paulo.

Após diligências, os policiais encontraram o local onde o veículo foi carregado e lá apreenderam mais 200 kg de maconha, uma espingarda, 16 munições e realizaram a prisão de três homens e uma mulher. Um quarto homem estava no local, mas conseguiu fugir.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Dourados.

 


Polícia Rodoviária Federal






Mais Lidas
  1. PRF apreende 350,7 kg de maconha e 19,2 kg de skunk em Água Clara - MS
  2. Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
  3. Mortes no Rio Grande do Sul aumentam para 151
  4. Vestuário já é 70% dos donativos arrecadados pelos Correios; estatal pede que população priorize doação de outros itens
  5. Governo não vai competir com produtores gaúchos de arroz, diz Fávaro

Ver